...

OFICINAS/WORKSHOP
Janeiro oferece três oficinas e um workshop

O 23º Janeiro de Grandes Espetáculos – Festival Internacional de Artes Cênicas de Pernambuco, que vai acontecer de 12 a 29 de janeiro de 2017, numa realização da Apacepe (Associação dos Produtores de Artes Cênicas de Pernambuco), com incentivo do Funcultura/Governo do Estado de Pernambuco, co-patrocínio da Prefeitura do Recife e apoio do SESC Pernambuco, já está oferecendo atividades de formação da sua programação. Serão três oficinas, uma com a atriz e arte-educadora Márcia Cruz, da Cia. Maravilhas, do Recife, específica para crianças dos 9 aos 13 anos, e duas outras com convidados internacionais, o ator Carlos Paulo e o encenador João Mota, ambos integrantes da Comuna Teatro de Pesquisa, uma das mais importantes companhias teatrais de Portugal, além de um workshop abordando a gestão cultural, com os paulistanos Eduardo Okamoto e Daniele Sampaio. As inscrições já estão abertas:

O Prazer do Texto

Orientador: Carlos Paulo – Comuna Teatro de Pesquisa (Lisboa/Portugal)
Período: 09 a 21 de janeiro de 2017 (segunda-feira a sábado), das 15 às 17h, no Teatro Barreto Júnior
Duração total: 24h
Vagas: 16
Investimento: R$ 100,00
Inscrição: apresentação de currículo e uma carta de intenção para circogodotdeteatro@gmail.com Voltada a todas as pessoas ligadas à expressão oral (professores, estudantes, atores, etc.), a oficina pretende abordar técnicas de leitura, o uso da respiração, da voz e da articulação, a análise dramatúrgica, a concentração e o prazer, com uma apresentação pública ao final.

Oficina Teatral – Interpretação/Encenação

Orientador: João Mota – Comuna Teatro de Pesquisa (Lisboa/Portugal)
Período: 09 a 21 de janeiro de 2017 (segunda-feira a sábado), das 10 às 13h, no Teatro Barreto Júnior
Duração total: 36h
Vagas: 16
Investimento: R$ 150,00
Inscrição: apresentação de currículo e uma carta de intenção para circogodotdeteatro@gmail.com O objetivo da oficina é alcançar o essencial através de exercícios de improvisação; passar da cultura exterior à interior e da pessoa interior à individualidade; trabalhar sobre o corpo e seus gestos sem acreditar na expressão corporal como um fim em si mesmo; pesquisar os sons como meio de expressão, sem partir do princípio que se elimina a linguagem habitual; usar a improvisação livre para melhor se aprender a relação entre a verdade da forma de expressão e a qualidade da comunicação; e evitar o narcisismo perigoso.

Oficina: Teatro do Brincar

Orientadora: Márcia Cruz – Cia. Maravilhas (Recife/PE)
Período: 24 a 27 de janeiro de 2017 (terça a sexta-feira), das 14 às 17h, na sala de dança da Caixa Cultural Recife (Av. Alfredo Lisboa, 505, Praça do Marco Zero, Bairro do Recife), para crianças dos 9 aos 13 anos
Investimento: R$ 120,00
Inscrição: ciamaravilhas@gmail.com
Pré-requisito: usar roupas adequadas para o trabalho físico
A proposta é uma vivência lúdica na linguagem do teatro. Na dinâmica, os participantes serão introduzidos à lógica do jogo teatral e aos conceitos básicos desta linguagem, transitando entre os princípios do brincar: a consciência corporal (eixo e base) e a respiração; as relações entre o tempo e o ritmo; a presença e a integração com o outro; a energia; as emoções e, por fim, o improviso. O objetivo é proporcionar a cada um dos envolvidos uma experiência alegre e significativa com o teatro.

Intercâmbio de Gestão Cultural: Modos de Fazer

Orientadores: Eduardo Okamoto e Daniele Sampaio (Campinas/SP)
Dia 22 de janeiro de 2017 (domingo), das 14 às 18h, na sala multimídia da Caixa Cultural Recife (Av. Alfredo Lisboa, 505, Praça do Marco Zero, Bairro do Recife), com entrada franca.
Informações: 3421 8456
Um diálogo com artistas, gestores de espaços e/ou coletivos de pesquisa em teatro sobre estratégias de viabilização de criações cênicas em contextos com pouca ou nenhuma política pública de fomento às artes, ou seja, a produção cultural como modo de viabilizar a criação, a circulação e a fruição de bens simbólicos.

Daniele Sampaio é produtora cultural, Bacharel em Ciências Sociais pela UNICAMP, pesquisadora de Políticas Culturais pela Fundação Casa de Rui Barbosa e pós-graduanda em Artes da Cena também pela UNICAMP. Fundadora da SIM! Cultura, presta consultorias em produção e gestão de projetos culturais para coletivos cênicos, artistas independentes e instituições públicas e privadas.

Eduardo Okamoto é ator, Bacharel em Artes Cênicas, Mestre e Doutor em Artes pela UNICAMP, onde atualmente é docente. Estuda as relações entre o potencial expressivo do corpo e as suas relações com a produção dramatúrgica: dramaturgia de ator. Já apresentou espetáculos e diversas atividades formativas em vários estados brasileiros e no exterior. Em 2012, foi contemplado com o Prêmio APCA de Melhor Ator por sua atuação no espetáculo “Recusa”.

Outras opções de oficinas no mês de janeiro:

Oficina Iniciação ao Contato Improvisação
(Projeto Ocupando a Casa – Coletivo Lugar Comum)

Facilitador: Conrado Falbo
Dias e horários: 29 de janeiro de 2017, das 09 às 19h
Local: Coletivo Lugar Comum (Rua Capitão Lima, 210, Santo Amaro)
Taxa de Inscrição: R$ 50,00
Inscrições via e-mal: lugarcomumcoletivo@gmail.com
Enviar currículo e comprovante de depósito em conta corrente.
Informações: 9 8126 6094
Vagas: 15 (quinze)
Público alvo: Profissionais das artes cênicas e interessados em geral. Não é preciso ter experiência prévia com dança para participar.

Sinopse: O Contato Improvisação é uma forma de dança em que o contato físico serve como ponto de partida para a investigação das possibilidades do corpo por meio da improvisação com movimento. Nesta oficina, em vez de movimentos e manobras a serem copiados, serão propostos temas e estruturas de trabalho a partir dos quais cada participante escolhe como conduzir sua própria investigação, sempre sob orientação cuidadosa do facilitador. Serão abordados temas como consciência e interações de peso, possibilidades de encaixes entre os corpos, padrões de movimentos e desabituação, qualidades de toque e jogos de composição.

Sobre Conrado Falbo
Conrado Falbo é artista, professor e pesquisador independente. Membro do Coletivo Lugar Comum desde 2011, vem desenvolvendo pesquisa prática sobre voz e movimento por meio da improvisação. Ativo na cena brasileira do Contato Improvisação como dançarino e produtor, participa da equipe organizadora do Encontro Contato Coletivo (Recife) e do Encontro Diamantino (Bahia).

Oficina Introdução à Voz do Movimento
(Projeto Ocupando a Casa – Coletivo Lugar Comum)

Facilitador: Cyro Morais
Dias e horários: 17 e 18 de janeiro de 2017, das 14 às 18h
Local: Coletivo Lugar Comum (Rua Capitão Lima, n° 210, Santo Amaro)
Taxa de Inscrição: R$ 50,00
Inscrições via e-mal: lugarcomumcoletivo@gmail.com
Enviar currículo e comprovante de depósito em conta corrente.
Informações: 9 8126 6094
Vagas: 15 (quinze)
Público alvo: Artistas, estudantes de artes, professores, pesquisadores, músicos e interessados em geral.

Sinopse: Som, movimento, ruído, impulso, voz, silêncio, escuta. A improvisação como ferramenta para aperfeiçoamento da expressividade do corpo-artista, propondo a integração entre movimento e produção vocal. A oficina é parte da pesquisa “A Voz do Movimento”, iniciada em janeiro de 2013 pelo Coletivo Lugar Comum e que ja foi compartilhada com o publico em diversos momentos. Há cerca de dois anos, Cyro Morais reside em São Paulo onde tem se dedicado a estudos de improviso em teatro. Atualmente, cursa Humor na SP Escola de Teatro e faz parte do elenco do Teat(r)o Oficina.

Sobre Cyro Morais
Natural do Recife. É um dos integrantes do Coletivo Lugar Comum, formado por artistas de diversas linguagens, como Teatro, Música, Dança, Performance, Poesia, etc. Atualmente, é aprendiz do curso de Humor da SP Escola de Teatro e um dos integrantes da Universidade Antropófaga, prática de transmissão do método e técnicas do Teatro Oficina Uzyna Uzona.

Oficina Aéreo Improvisado
(Projeto Ocupando a Casa – Coletivo Lugar Comum)

Facilitadora: Lorena Cronemberger
Dias e horários: 21 de janeiro de 2017, das 09 às 13h e 22 de janeiro de 2017, das 14 às 18h
Local: Coletivo Lugar Comum (Rua Capitão Lima, n° 210, Santo Amaro)
Taxa de Inscrição: R$ 50,00
Inscrições via e-mal: lugarcomumcoletivo@gmail.com
Enviar currículo e comprovante de depósito em conta corrente.
Informações: 81 98126 6094
Vagas: 15 (quinze)
Público alvo: Artistas e público em geral. Não é preciso ter experiência prévia com tecido para participar.

Sinopse
O oficina Aéreo Improvisado busca unir técnicas circenses e princípios de dança e improvisação, mais especificamente voltada para o Contato Improvisação. As aulas serão direcionadas tanto para um fortalecimento físico para o aparelho junto ao ensinamento de figuras tradicionais do tecido, como na construção de um corpo mais abertos às possibilidades que a experiência do tecido proporciona, tais como vertigem e desequilíbrio, tendo alguns princípios e exercícios do Contato Improvisação como norteadores.

Sobre Lorena Cronemberger
Lorena é artista integrante do Coletivo Lugar Comum desde 2014. Já atuou na área de acrobacia aérea dando aulas para o Circo da Trindade e Escola Pernambucana de Circo, assim como em apresentações em eventos pela cidade. Mais recentemente, no ano de 2015, desenvolveu uma pesquisa, financiada pelo FUNCULTURA, que buscou unir o tecido acrobático as técnicas de contato improvisação. A pesquisa contou com uma mini residência com a acrobata Carol Cony (RJ) e seu resultado foi apresentado no Festival de Circo do Brasil. Na área de Contato Improvisação já participou do Festival de Contato Improvisação do Vale do Capão (BA) e de Belo Horizonte (MG), e já teve aulas com os professores Ricardo Neves (SP), Hugo Leonardo (BA), Ana Alonso (SC), Sasha Bezrodnova (RUSS), Javi Sanhuez (CHI), entre outros. Faz parte da organização do “Contato Coletivo – Encontro de Contato Improvisação de Pernambuco”, promovido pelo Coletivo Lugar Comum.